Brasão e Selo

Escudo azul partido em banda, com 3 aves negras em voo. 

Lema e sigla. No século XI, com o início das Cruzadas, foi estabelecido o conceito de propaganda como a difusão de ideias e valores. Inserida nesse ambiente, surgiu a arte heráldica, como forma de representar reinos e famílias através de símbolos de armas carregados de significado honroso. O escudo quadrado na parte superior e arredondado na base é denominado escudo clássico flamenco-ibérico. Na heráldica brasileira, evoca a origem portuguesa. A criação do Brasão de Armas da UERN, à época URRN, coube ao padre Paulo Lachenmayer (monge no Mosteiro de São Bento, considerado uma autoridade nacional em heráldica), em Salvador-Bahia, em 21 de maio de 1972. No motto temos o lema “Liber vi spiritus”. E na banda aparecem três aves negras.

Comentários originais do autor Pe. Paulo Lachenmayer: 

“Escudo: De azul, uma banda de prata carregada de três aves – negras voantes. / Insígnias: três tochas de ouro ao natural. / Lema: “Liber vi spiritus”, letras de prata sobre listel azul. / Comentário: No escudo foram assumidos atributos que marcam a história da cidade de Mossoró. Em alusão à libertação dos escravos, figuram três aves negras em voo, contidas na banda que, como peça heráldica honrosa, define a prioridade representativa desse evento. As cores azul e prata simbolizam a emancipação da mulher. As três tochas de ouro acesas ao natural são insígnias de Universidade. O lema “Liber vi spiritus” completa a motivação histórica brasonada.”