REITOR E PRÓ-REITORES VISITAM CAMPUS DE NATAL PARA REUNIÃO DE TRABALHO

O reitor Milton Marques de Medeiros e o corpo de pró-reitores da UERN visitaram o Campus Avançado de Natal nessas segunda e terça-feira (14 e 15 de abril) para uma reunião de trabalho com coordenadores, professores e alunos dos cursos da unidade, em um projeto que já está sendo chamado de Reitoria Itinerante e que tem os objetivos de analisar as condições de funcionamento dos campi e núcleos, estreitar as relações entre docentes, discentes e gestores da Universidade, anotar reivindicações e prestar esclarecimentos. Natal foi a primeira parada da comitiva que deverá dar prosseguimento a um calendário de visitas depois do recesso das aulas.

A reunião de trabalho começou com audiências individuais dos pró-reitores com os coordenadores dos cursos que funcionam no CAN (Direito, Turismo, Ciência da Computação e Ciência da Religião).

À noite, numa grande assembléia, da qual participaram o reitor; o vice-reitor Aécio Cândido; o diretor do CAN, prof. José Aldemir Rodrigues; os pró-reitores, coordenadores dos cursos, professores, técnicos administrativos e alunos.

A reunião foi aberta pelo diretor do Campus, que lembrou o processo de mudança da Zona Norte para o novo prédio provisório em Neópolis, Zona Sul da capital, o que representou uma melhor acomodação das atividades acadêmicas, apesar de lembrar que ainda existem carências.

Depois, o reitor Milton Marques de Medeiros saudou a comunidade acadêmica, falando dos objetivos da visita/reunião de trabalho e enfatizando como princípios de sua administração a democracia e a transparência, e como prioridades a reestruturação física, capacitação profissional e melhoria salarial dos professores e técnicos administrativos.

"A UERN é uma universidade com muitos desafios, mas que sabe para onde está indo e sabe o que quer", disse o reitor. Os desafios, segundo o professor Milton Marques, são a implantação e o reconhecimento de vários cursos de graduação, a criação de pós-graduações e a autonomia financeira. Explanando sobre o acordo orçamentário fechado com o Governo do Estado, o reitor previu que, até 2009, a Universidade consiga atender à maioria das atuais reivindicações dos campi e núcleos, alcançando condições básicas de funcionamento.

No campo da política salarial, o reitor ressaltou que o acordo feito com o Governo do Estado, prefixando reajustes até 2010, foi essencial para por fim a um calendário anual de greves. "Quando assumi a reitoria, assinei uma folha de pagamento de R$ 4 milhões. Esse mês, a folha soma R$ 7,5 milhões", informou o reitor.

Durante a reunião, cada coordenador apresentou as produções acadêmicas e científicas de seus cursos, bem como registraram suas reivindicações prioritárias, entre as quais estão o aumento de verbas para pesquisas e projetos de extensão, a melhoria da infra-estrutura da prática jurídica do curso de Direito na Zona Norte de Natal, a estruturação do laboratório de informática do curso de Ciência da Religião, a estruturação do Núcleo de Eventos do curso de Turismo, que teve sua participação no cerimonial da reunião elogiada pelo reitor Milton Marques.

Também participou da reunião o professor Francisco Neto, coordenador do curso de Ciência da Computação do Núcleo de Santa Cruz, que reivindicou ajuda da reitoria para a melhor estrutura física e de apoio pessoal, o que no acordo entre a Universidade e a Prefeitura do Município, para a instalação da unidade, é de responsabilidade do gestor municipal.

Após ouvir os relatos e reivindicações dos coordenadores e dos presidentes dos Centros Acadêmicos dos cursos de Direito e Ciência da Religião, o reitor elogiou o desempenho de professores e alunos e passou a palavra para que cada pró-reitor prestasse contas do que havia sido reivindicado em sua área, detalhando o que será atendido em curto, médio e longo prazo.

Na terça-feira, 15, a comitiva visitou o prédio do Itepan, onde funciona o curso de Ciência da Religião, fruto de um convênio entre a UERN e a Arquidiocese de Natal.

Agecom – Ilana Albuquerque