UERN realiza colação de grau especial de estudantes de Direito

“O dia em que eu passei no vestibular foi o melhor dia da minha vida”. A forma como Guilherme Rodrigues da Costa se refere ao contato inicial com a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) deixa claro o apreço que possui pela insitituição, na qual colou grau na manhã desta quinta-feira (4).

Egresso do curso de Direito do Campus de Natal, Guilherme participou de colação de grau especial para poder tomar posse no concurso que prestou em 2017 para agente penitenciário.

Durante a solenidade de colação de grau, Guilherme ressaltou a sensação de “alívio e alegria” com a formatura, após anos de dedicação à graduação, e destacou a qualidade do curso.

O sentimento de admiração e gratidão pela universidade é compartilhado por Reci de Oliveira, que também colou grau nesta quinta-feira, pelo curso de Direito do Campus Central.

Natural do Paraná e também graduado em Agronomia, Reci solicitou a antecipação da colação para mudar-se para o estado do Mato Grosso, onde irá trabalhar junto com o pai. Ele também enalteceu o curso de Direito e salientou o empenho dos professores e técnicos da universidade para garantir uma graduação de qualidade aos estudantes.

“É muito bom você se sentir importante em uma instituição tão grande”, comentou, frisando o empenho dos servidores ao longo do curso e o esforço para possibilitar a colação de grau especial.

“Quando a gente ouve vocês falando sobre a universidade, a gente se fortalece, porque sabe que está cumprindo o nosso papel”, relatou a vice-reitora da UERN, Fátima Raquel, que presidiu a solenidade.

A vice-reitora ressaltou a importância da educação como um instrumento de transformação social e destacou o trabalho fundamental desempenhado pela universidade para a formação de profissionais e o desenvolvimento do estado.

“Mesmo enfrentando algumas dificuldades, nós vemos que a universidade é competente, forte, e forma excelentes profissionais, que são não apenas bons técnicos, mas pessoas que têm conhecimento sobre a realidade”, frisou.